“Cruella” entrega arte, mas deixa perguntas importantes no ar

“Cruella” (2021) traz a história não contada de uma das vilãs mais icônicas da Disney: Cruella De Vil de “101 Dálmatas” (1961). Na trama, conhecemos Estella (Emma Stone), uma menina doce, travessa e criativa de uma pequena cidade na Inglaterra que sonha em ser uma grande estilista. Certo dia, a garota consegue chamar a atenção da baronesa Von Hellmann (Emma Thompson), nome importante na moda mundial. 

Gosto muito quando as produções trazem outros pontos de vista das narrativas que já conhecemos, acho que deve ser porque faço parte de um lado da história que é sempre mal contado. 

Emma Stone como Cruella |Quilombo Geek
Foto: Reprodução/Cruella

Cheguei a pensar que “Cruella” seria um tipo de “Coringa”(2019) da Disney. Tanto por ela ser uma das vilãs mais cruéis (a mulher MATAVA CACHORRO PARA FAZER CASACOS!) quanto porque isso foi vendido pelo trailer do filme. Uma personagem caótica desde a infância. 

Mas, o que encontrei foi uma mulher criativa, inteligente, esperta e proativa. Capaz de fazer qualquer coisa para conquistar seus sonhos e oferecer uma vida melhor para os dois amigos, Jasper e Horácio. 

A produção é uma narrativa leve e divertida, apesar de alguns acontecimentos ao longo da história. Não é nada perturbadora, traz plot twists interessantes, mesmo sendo um pouco previsíveis, o que confere a Cruella mais complexidade.  

Emma Stone em Cruella |Quilombo Geek
Foto: Reprodução

A estética é o ponto forte do longa-metragem. As cores, a fotografia e principalmente as roupas de Estella carregam toda a beleza da trama, causando inveja em “O Diabo veste Prada” (2006). O filme até faz uma referência a “Um maluco no pedaço”, talvez não proposital, quando a protagonista customiza o casaco da escola e o usa do avesso, da mesma forma que Will fez quando ingressou na Academia de Bel Air.

O elenco tem uma dinâmica incrível. Os dois atores responsáveis por dar vida a Jasper (Joel Fry) e Horácio (Paul Walter Hauser), amigos e capangas da vilã, tem muita química com Emma Stone. A impressão que temos na tela é que são conhecidos de longa data. 

Horácio, Cruella e Jasper em Cruella | Quilombo Geek
Horácio, Cruella e Jasper em “Cruella”. Foto: Reprodução/Disney

Emma Stone, que nunca pensei que veria interpretando qualquer antagonista, é brilhante ao encarnar a ascensão de Cruella. A mulher é uma verdadeira camaleoa. 

Sem falar de Emma Thompson, que entrega uma vilã fria e calculista, me lembrando muito Miranda Priestly de “O Diabo Veste Prada”. Mas, a baronesa ainda consegue ser mais tóxica e abusiva do que a editora-chefe da revista Runaway.

Outro acerto da produção foi optar por pessoas não-brancas para interpretar Roger (Kayvan Novak) e Anita (Kirby Howell-Baptiste), os futuros donos de Perdita e Pongo (os pais dos 101 dálmatas). O primeiro é um homem marrom descendente de iranianos, com um corpo fora do padrão, e a segunda é uma mulher negra retinta.

Anita Darling e Roger em Cruella | Quilombo Geek
Anita Darling e Roger. Foto: Reprodução/Disney

“Cruella” é uma narrativa divertida sobre a complexidade humana, rompendo com maniqueísmos e usando da máxima de Jean Jacques Rousseau: “O homem é bom por natureza. É a sociedade que o corrompe.”

Deve ser por isso que a trama não consegue dar conta de responder a todas as questões que giram em torno da vilã: de onde veio o cabelo preto e branco? o que ele significa para a Cruella? E mais importante: Como a sina por transformar cachorros em peças de moda surgiu? 

Não dá para definir quem é a Cruella em 2 horas e 14 minutos, se isso fosse possível, o filme não teria tamanha qualidade. A boa notícia é que teremos uma sequência em breve e quem sabe, teremos respostas para as questões que ficaram. 

A produção já está disponível para todos os assinantes no Disney +

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s