5 filmes com protagonismo não-branco que ganharam o Oscar de Melhor Animação

Um dos grandes momentos nas temporadas de premiações é a cerimônia do Oscar. O prêmio é considerado o grande triunfo para quem trabalha na sétima arte, seja produzindo filmes, documentários ou curtas-metragens. Pensando nisso, selecionamos cinco filmes que venceram a categoria de Melhor Animação e que trazem protagonismo não-branco.

Mas, antes de iniciarmos as nossas indicações, vamos fazer um breve panorama da categoria. Ela foi estabelecida em 2002 e teve “Shrek” (lançado em 2001) como o primeiro vencedor deste novo segmento. Atualmente há vinte obras premiadas com o Oscar de Melhor Filme de Animação.

Embora esta categoria tenha sido criada há 20 anos, três filmes de animação já receberam a estatueta antes de 2002: em 1938, Walt Disney recebeu um prêmio especial pela inovação e pioneirismo nos filmes animados por Branca de Neve e os Sete Anões (lançado em 1937); já em 1989, Richard Williams ganhou o Prêmio de Realização Especial pela direção da animação Uma Cilada para Roger Rabbit (lançado em 1988) e em 1996, John Lasseter ganhou o Prêmio de Realização Especial por liderar a equipe da Pixar que produziu Toy Story (lançado em 1995), o primeiro longa-metragem de animação produzido por computador.

Confira as nossas indicações:

A Viagem de Chihiro (vencedor da estatueta em 2003)

A obra, que foi a primeira e única animação desta categoria com o idioma original não inglês a ganhar a estatueta, conta a história de Chihiro, uma garota de 10 anos, que muda de cidade junto com a sua família. Mas durante o trajeto para o novo local, a menina e seu pais acabam descobrindo um mundo mágico, dominado por diferentes espíritos e criaturas mágicas. Quando seus pais são transformados em animais, Chihiro embarca em uma aventura para tentar desfazer o encanto.

O longa-metragem do Studio Ghibli foi escrito e dirigido pelo animador, cineasta, roteirista, escritor e mangaká japonês, Hayao Miyazaki. Durante a premiação, o diretor recusou-se a comparecer à cerimônia em protesto contra o início da Guerra do Iraque, na qual os Estados Unidos tiveram envolvimento.

Disponível na Netflix

Operação Big Hero 6 (vencedor da estatueta em 2015)

O filme conta a história de Hiro Hamada, um adolescente prodígio no campo da robótica, e como ele reúne seus amigos para criar uma equipe de heróis e defender a cidade em que vivem. A animação é inspirada na série de quadrinhos “Big Hero 6”, da Marvel.

Em 2017, a Disney lançou a série animada “Operação Big Hero: A Série” baseada no longa-metragem. A obra, disponível no Disney+, possui três temporadas e narra os acontecimentos posteriores ao que se passa no filme. E em 2022, mais uma série derivada do filme vai ganhar as telas: Baymax!; a animação vai acompanhar as aventuras do robô cuidador e tem previsão de estreia, também no Disney+, para o segundo semestre deste ano.

Disponível no Disney+

Viva- A Vida é uma Festa (vencedor da estatueta em 2018)

O sonho de Miguel é seguir uma carreira musical, igual a seu ídolo Ernesto de la Cruz. Mas só tem um problema: a regra de sua família é “nada de música”, pois anos antes, seu tataravô havia abandonado a esposa e a filha, a tataravó e a bisavó de Miguel, respectivamente, para ser músico. Na busca por seguir os seus sonhos, o garoto acaba parando dentro do Mundo dos Mortos e descobre mais sobre sua própria família.

O filme celebra a cultura mexicana ao trazer a questão do Día de los muertos. Além de ganhar a estatueta na categoria de Melhor Animação, o longa levou o prêmio de Melhor Canção Original por “Lembre de Mim”.

Confira a canção:

Disponível no Disney+

Homem-Aranha no Aranhaverso (vencedor da estatueta em 2019)

Após ser picado por uma aranha radioativa e ganhar superpoderes, o jovem Miles Morales tem que aprender a lidar com as suas novas habilidades. No meio de tudo isso, ele descobre que o mundo que vive está repleto de outras versões de Homens-Aranhas.

A sequência do filme, intitulada “Homem-Aranha: Através do Aranhaverso (parte 1), está prevista para ser lançada neste ano de 2022.

Disponível na Netflix

Soul (vencedor da estatueta em 2021)

O professor de música, Joe Gardner, sempre sonhou em ser um grande músico de jazz. Após um pequeno acidente, Joe vai para no Pré-Vida, local no qual as almas se desenvolvem antes de chegarem à Terra e serem transportadas para um recém-nascido. 

Disponível no Disney+

E os filmes que estão concorrendo em 2022?

Dos cinco longa-metragens indicados na categoria de Melhor Animação neste ano, três trazem o protagonismo não-branco. 

Em “Encanto”, temos a história da família Madrigal, na qual quase todos os seus membros possuem dons especiais (como super força, transfiguração e habilidade de falar com animais). Ao longo do filme, acompanhamos Mirabel, que não possui dons mágicos, em busca de saber mais sobre a história da família e sobre ela mesma. 

Ambientada em uma representação multicolorida da Colômbia, o longa também concorre nas categorias de Melhor Trilha Sonora e Melhor Canção Original, com a música “Dos Oruguitas”.

Embora a cerimônia de 2022 ainda não tenha acontecido, o filme “Flee – Nenhum Lugar Para Chamar de Lar” já fez história. Ele é a primeira obra a ser indicada nas categorias de Melhor Documentário, Melhor Filme Internacional e Melhor Animação no mesmo ano. O longa, baseado na história real de Amin Nawabi, acompanha a vida dele e fala sobre como ele fugiu do seu país natal, Afeganistão, para a Dinamarca.

“Raya e o Último Dragão” tem como pano de fundo Kumandra, local fictício no qual os humanos e dragões vivem em harmonia, até uma força maligna aparecer e ameaçar a terra e para salvar a humanidade, os dragões se sacrificaram. 500 anos depois, Raya precisa achar o último dragão para restaurar a terra e impedir que o mal se instaure novamente.

Embora retrate o Sudeste Asiático, o filme recebeu algumas críticas por misturar várias culturas de diferentes países desta região.  

E você, está torcendo para qual filme ganhar a estatueta este ano? 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s