Tapa, favoritismo e boicote: Tudo o que rolou no Oscar 2022

Ariana Debose e Troy Kotsur fazem história

Em sua primeira edição presencial durante a pandemia, o Oscar 2022 elegeu “No Ritmo do Coração” como Melhor Filme. Fugindo totalmente do padrão de longas-metragem escolhidos pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, a obra ainda faturou Melhor Roteiro adaptado e Melhor ator coadjuvante para Troy Kotsur, o primeiro ator surdo conquistar o prêmio. 

Will Smith ganhou sua primeira estatueta de Melhor Ator pela performance em “King Richard: Criando Campeãs” e a favorita Ariana Debose levou a de Melhor atriz coadjuvante por “Amor Sublime Amor”, a primeira afro-latina abertamente LGBTQIA+ a conquistar a estatueta, no último domingo, 27. 

Troy Kotsur leva Oscar de ator coadjuvante | Quilombo Geek
Foto: Divulgação

“Duna”, de Dennis Villeneuve, foi o grande vencedor da noite. A produção recebeu Melhor Fotografia (Greig Fraser), Melhor Trilha Sonora (Hans Zimmer), Melhor Som, Melhor Edição (Joe Walker), Melhor Design de Produção(Patrice Vermette) e Melhores Efeitos Visuais. Ou seja, todas as categorias técnicas, realmente merecidas. 

Além disso, a premiação mudou a estrutura, apresentando as categorias de Melhor Edição(Duna), Melhor Som(Duna), Melhor documentário de curta-metragem(The Queen of basketball), Melhor Maquiagem e cabelo (Os olhos de Tammy Faye), Melhor trilha sonora (Duna), Melhor design de produção (Duna), Melhor curta de animação (The Windshield Wiper), Melhor curta-metragem em live-action(The Long Goodbye) e Melhor som (Duna). 

A estratégia foi adotada para adiantar a cerimônia e não perder a audiência. No entanto, o evento teve quase a mesma duração dos anos anteriores. E para ser sincera, foi uma das edições mais cansativas de acompanhar. A salvação foram as piadas do trio de apresentadoras Regina Hall, Amy Schumer e Wanda Sykes. Sem falar do grandíssimo tapa que Will Smith deu em Chris Rock por fazer piada com a condição de Jada Pinkett-Smith, esposa do “príncipe de Bel-Air”. Irei comentar sobre isso mais na frente. 

Amy Schumer, Wanda Sykes e Regina Hall trazem comédia na noite do Oscar | Quilombo Geek
Foto: Divulgação

O favorito “Encanto” levou Melhor Animação, como esperado. Com direito a performance de duas músicas do filme durante a ocasião: “Dos Oruguitas” que concorreu a Melhor Canção e “Não falamos de Bruno”, que ainda teve um rap improvisado de Megan Thee Stallion.

Enquanto uns foram justiçados, outros sofreram o boicote que não pode faltar. O japonês “Drive My Car” ganhou Melhor Filme Internacional. Em seu discurso, o diretor ainda citou os atores do elenco que foram ignorados pela premiação (gostou do deboche?). Jessica Chastain finalmente foi notada pela academia por sua interpretação dedicada em “Os olhos de Tammy Faye”, conquistando o Oscar de Melhor atriz. Mas, Beyoncé saiu de casa para assistir Billie Eilish e Fineas ganharam a estatueta de Melhor Canção por “No time to die”, de “007: Sem tempo para morrer”. Enfim, a narrativa branca de sempre. 

Beyoncé performa "Be Alive" | Quilombo Geek
Foto: Divulgação

A Melhor Direção ficou com Jane Campion, que comandou “Ataque de cães”. É a segunda vez que uma mulher branca ganha a categoria. Nem vamos questionar se alguma mulher preta já conquistou isso, ou sequer foi indicada. 

Infelizmente, não deu para “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa”, que além de perder a indicação de efeitos visuais para “Duna”, perdeu na votação popular do Oscar fan favorite (Oscar favorito dos fãs). O público preferiu “Army of Dead” e a cena do Flash (Ezra Miller) usando a força da aceleração para voltar no tempo foi escolhida como Momento icônico do cinema. A votação popular foi também um recurso usado para atrair mais audiência. 

O tapa do Will Smith 

Will Smith ganha seu primeiro Oscar | Quilombo Geek
Foto: Divulgação

Chris Rock tinha apenas duas funções na noite: apresentar uma categoria e dizer o vencedor. Porém, como ele é comediante, achou de bom grado fazer piada com a condição de Jada Pinkett-Smith, atriz e esposa de Will Smith. Rock afirmou que Jada faria a sequência de “Até o Limite da Honra” (1997), estrelado por Demi Moore de cabelo raspado, porque Pinkett sofre de queda de cabelo, causada pela alopecia. “A apresentadora do Red table talk” virou os olhos na hora, demonstrando incômodo com o comentário. Ela sempre falou abertamente sobre sua situação, não sendo segredo para ninguém. 

Então, Will subiu ao palco e deu um tapa em Chris Rock. E ainda disse: “mantenha o nome da minha esposa fora da p*rra da sua boca”. Toda a plateia ficou chocada sem acreditar no que tinha acabado de acontecer. Confira o vídeo: 

Depois do ocorrido, Smith foi chamado atenção por seus representantes, recebeu um conselho de Denzel, que citou no seu discurso. Mas, a torta de climão já estava instalada. Minutos depois ele recebeu o prêmio de Melhor ator por “King Richard: Criando Campeãs”, fazendo um discurso longo e desconexo. Pediu desculpa a todos e derramou muitas lágrimas de emoção. Veja um trecho abaixo: 

Veja a lista completa de vencedores abaixo:

MELHOR FILME

  • Belfast
  • No Ritmo do Coração/ Vencedor
  • Não Olhe Para Cima
  • Drive My Car
  • Duna
  • King Richard: Criando Campeãs
  • Licorice Pizza
  • O Beco do Pesadelo

Ataque dos Cães

Amor, Sublime Amor

MELHOR DIREÇÃO

  • Kenneth Branagh, por Belfast
  • Ryûsuke Hamaguchi, por Drive My Car
  • Paul Thomas Anderson, por Licorice Pizza
  • Jane Campion, por Ataque dos Cães/ Vencedora
  • Steven Spielberg, por Amor, Sublime Amor

MELHOR ATOR

  • Javier Bardem, por Apresentando os Ricardos
  • Benedict Cumberbatch, por Ataque dos Cães
  • Andrew Garfield, por Tick, Tick… Boom!
  • Will Smith, por King Richard: Criando Campeãs/ Vencedor
  • Denzel Washington, por A Tragédia de Macbeth

MELHOR ATRIZ

  • Jessica Chastain, por Os Olhos de Tammy Faye/ Vencedor
  • Olivia Colman, por A Filha Perdida
  • Penélope Cruz, por Mães Paralelas
  • Nicole Kidman, por Apresentando os Ricardos
  • Kristen Stewart, por Spencer

MELHOR ATOR COADJUVANTE

  • Ciarán Hinds, por Belfast
  • Troy Kotsur, por No Ritmo do Coração/ Vencedor
  • Jesse Plemons, por Ataque dos Cães
  • J.K. Simmons, por Apresentando os Ricardos
  • Kodi Smit-McPhee, por Ataque dos Cães

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

  • Jessie Buckley, em A Filha Perdida
  • Ariana DeBose, em Amor, Sublime Amor/ Vencedor
  • Judi Dench, em Belfast
  • Kirsten Dunst, em Ataque dos Cães
  • Aunjanue Ellis, por King Richard: Criando Campeãs

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

  • Kenneth Branagh, por Belfast/ Vencedor
  • Adam McKay, por Não Olhe Para Cima
  • Zach Baylin, por King Richard: Criando Campeãs
  • Paul Thomas Anderson, por Licorice Pizza
  • Eskil Vogt & Joachim Trier, por A Pior Pessoa do Mundo

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

  • Siân Heder, por No Ritmo do Coração/ Vencedor
  • Ryûsuke Hamaguchi & Takamasa Oe, por Drive My Car
  • Jon Spaiths, Denis Villeneuve & Eric Roth, por Duna
  • Maggie Gyllenhaal, por A Filha Perdida
  • Jane Campion, por Ataque dos Cães

MELHOR FOTOGRAFIA

  • Greig Fraser, por Duna/ Vencedor
  • Dan Lautsen, por O Beco do Pesadelo
  • Ari Wegner, por Ataque dos Cães
  • Bruno Delbonnel, por A Tragédia de Macbeth
  • Janusz Kominski, por Amor, Sublime Amor

MELHOR TRILHA SONORA

  • Nicholas Britell, por Não Olhe Para Cima
  • Hans Zimmer, por Duna/ Vencedor
  • Germaine Franco, por Encanto
  • Alberto Iglesias, por Mães Paralelas
  • Jonny Greenwood, por Ataque dos Cães

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

  • “Be Alive” (King Richard: Criando Campeãs)
  • “Dos Oruguitas” (Encanto)
  • “Down to Joy” (Belfast)
  • “No Time to Die” (007 – Sem Tempo Para Morrer)/ Vencedor
  • “Somehow You Do” (Four Good Days)

MELHOR EDIÇÃO

  • Hank Corwin, por Não Olhe Para Cima
  • Joe Walker, por Duna/ Vencedor
  • Pamela Martin, por King Richard: Criando Campeãs
  • Peter Sciberras, por Ataque dos Cães
  • Myron Kerstein & Andrew Weisblum, por Tick, Tick… Boom!

MELHOR FIGURINO

  • Jenny Beavan, por Cruella/ Vencedor
  • Massimo Cantini Parrini & Jacqueline Durran, por Cyrano
  • Jacqueline West & Robert Morgan, por Duna
  • Luis Sequeira, por O Beco do Pesadelo
  • Paul Tazewell, por Amor, Sublime Amor

MELHOR CABELO & MAQUIAGEM

  • Um Príncipe em Nova York 2
  • Cruella
  • Duna
  • Os Olhos de Tammy Faye/ Vencedor
  • Casa Gucci

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

  • Patrick Vermette, por Duna/ Vencedor
  • Tamara Deverell, por O Beco do Pesadelo
  • Grant Major, por Ataque dos Cães
  • Stefan Decbant, por A Tragédia de Macbeth
  • Adam Stockhausen, por Amor, Sublime Amor

MELHOR FILME INTERNACIONAL

  • Drive My Car (Japão)/ Vencedor
  • Flee (Dinamarca)
  • A Mão de Deus (Itália)
  • Lunana: A Yak in the Classroom (Butão)
  • A Pior Pessoa do Mundo (Noruega)

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM LONGA-METRAGEM

  • Ascension
  • Attica
  • Flee
  • Summer of Soul (… ou Quando a Revolução Não Pode Ser Televisionada)/ Vencedor
  • Writing with Fire

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA METRAGEM

  • Audible
  • Lead Me Home
  • The Queen of Basketball/ Vencedor
  • Three Songs for Ben Azir
  • When We Were Bullies

MELHOR ANIMAÇÃO EM LONGA METRAGEM

  • Encanto/ Vencedor
  • Flee
  • Luca
  • A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas
  • Raya e o Último Dragão

MELHOR ANIMAÇÃO EM CURTA METRAGEM

  • Affairs of the Art
  • Bestia
  • Boxballet
  • Robin Robin
  • The Windshield Wiper/ Vencedor

MELHOR CURTA METRAGEM EM LIVE-ACTION

  • Ala Kachuu – Take and Run
  • The Dress
  • The Long Goodbye/ Vencedor
  • On My Mind
  • Please Hold

MELHOR SOM

  • Belfast
  • Duna/ Vencedor
  • 007 – Sem Tempo Para Morrer
  • Ataque dos Cães
  • Amor, Sublime Amor

MELHORES EFEITOS VISUAIS

  • Duna/ Vencedor
  • Free Guy: Assumindo o Controle
  • 007 – Sem Tempo Para Morrer
  • Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis
  • Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa

2 comentários sobre “Tapa, favoritismo e boicote: Tudo o que rolou no Oscar 2022

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s